Banco de Portugal

Banco de Portugal está a recrutar para o Departamento de Estabilidade Financeira

O Banco de Portugal é o banco central da República Portuguesa e o regulador e supervisor dos bancos. O Banco tem duas missões essenciais: a manutenção da estabilidade dos preços e a promoção da estabilidade do sistema financeiro.

De acordo com a sua Lei Orgânica, o Banco é uma pessoa coletiva de direito público, dotada de autonomia administrativa e financeira e de património próprio.

São órgãos do Banco o Governador, o Conselho de Administração, o Conselho de Auditoria e o Conselho Consultivo. O Banco rege-se por um código de conduta.

Com sede em Lisboa, o Banco de Portugal possui uma Filial no Porto, diversas agências no Continente e duas delegações regionais (Madeira e Açores).

O Banco de Portugal integra, desde o seu início, em 1998, o Sistema Europeu de Bancos Centrais (SEBC) – constituído pelo Banco Central Europeu (BCE) e pelos bancos centrais nacionais da União Europeia (UE).

Oferta – Técnico(a) de Análise Jurídica – Departamento de Estabilidade Financeira (2487) – Lisboa

Responsabilidades

  • Elaborar projetos de normas legais e regulamentares para a concretização do quadro normativo prudencial aplicável às instituições de crédito e sociedades financeiras, incluindo projetos legislativos nacionais para a implementação de regulamentos ou para a transposição de diretivas da União Europeia e regulamentação para a adoção de orientações ou recomendações com origem supranacional;
  • Apoiar e assegurar a representação do Banco de Portugal em grupos de trabalho nacionais e internacionais, em matérias de regulação prudencial;
  • Elaborar propostas de interpretação de normas prudenciais e contribuir para a formação de entendimentos de natureza prudencial transversais ao sistema financeiro;
  • Contribuir para a preparação de pareceres/opiniões do Banco de Portugal sobre regulação prudencial, em resposta a consultas de entidades nacionais e supranacionais;
  • Elaborar pareceres, estudos e análises de impacto sobre temas regulatórios relacionados com a estabilidade financeira, com a supervisão microprudencial e com a política macroprudencial.

Perfil

  • Licenciatura em Direito (pré-Bolonha ou pós-Bolonha com a parte escolar de mestrado concluída), com classificação final igual ou superior a 14 valores;
  • Experiência profissional relevante, no mínimo de três anos, em áreas ligadas ao Direito Bancário/Financeiro ou à regulação económica; valoriza-se a experiência em áreas ligadas à regulação prudencial ou à supervisão de entidades do setor financeiro;
  • Conhecimentos sobre o enquadramento regulatório geral aplicável ao sistema bancário; valoriza-se o conhecimento do quadro normativo e regulamentar aplicável às instituições de crédito e em matérias de regulação prudencial;
  • Capacidade de comunicar de forma clara e concisa, oralmente e por escrito;
  • Capacidade de cooperação, de relacionamento interpessoal e de desenvolvimento de trabalho em equipa em ambiente multidisciplinar;
  • Capacidade de análise crítica, espírito de iniciativa, sentido de responsabilidade, rigor, exigência e interesse por atualização técnica contínua;
  • Organização e autonomia no desempenho das funções, incluindo no planeamento e na definição de prioridades;
  • Disponibilidade para efetuar deslocações internacionais no âmbito da atividade de representação internacional;
  • Bons conhecimentos de inglês (escrito e falado);
  • Conhecimentos de informática na ótica do utilizador.

Mais informações e candidaturas [AQUI]

Veja mais ofertas de emprego e estágios na página Oportunidades

Ofertas perto de si

Sobre E2

O E2 Emprego e Estágios é um dos maiores portais de emprego em Portugal. Agrupamos e partilhamos as várias ofertas de emprego e estágios disponibilizadas por várias empresas em Portugal e no estrangeiro nas mais diversas áreas.

Veja também

Artevasi

Artevasi está a recrutar na área de Contabilidade

Seguindo uma tradição de mais de 160 anos e 4 gerações dedicadas ao fabrico de ...