Este site utiliza cookies. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Fechar
CMVM
Imagem/Foto

CMVM está a recrutar Técnicos para o Departamento de Supervisão Prudencial e Autorizações

A CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários foi criada em Abril de 1991 e tem como missão supervisionar e regular os mercados de instrumentos financeiros, assim como os agentes que neles atuam, promovendo a proteção dos investidores.

A CMVM é uma pessoa coletiva de direito público, dotada de autonomia administrativa e financeira e de património próprio. A comissão integra o Sistema Europeu de Supervisores Financeiros e o Conselho Nacional de Supervisores Financeiros.

A comissão rege a sua conduta pela ética, afirmando valores como a integridade, a independência e a transparência no exercício da sua atividade.

Aposta numa gestão eficaz e eficiente para atingir a excelência e valoriza o desenvolvimento da sua equipa, procurando a sua motivação e incentivando a colaboração, a comunicação, a partilha de conhecimento e a inovação, para um maior dinamismo dentro e fora da organização.

O Conselho de Administração é responsável pela definição da atuação, bem como pela direção dos respetivos serviços. É constituído por cinco membros – um presidente, um vice-presidente e três vogais -, que são indicados pelo membro do Governo responsável pela área das finanças, para um mandato com a duração de seis anos, não sendo renovável.

A CMVM procura os melhores talentos para integrar a sua Equipa, na prossecução da sua missão de supervisor e regulador dos mercados de instrumentos financeiros.

Oferta – Técnicos de Supervisão Prudencial – Lisboa

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários está a recrutar técnicos(as) para o Departamento de Supervisão Prudencial e Autorizações (DPA).

Responsabilidades

  • Verificação do cumprimento de requisitos prudenciais, designadamente a fundos próprios e organizacionais (meios humanos e técnicos, incluindo o governo da sociedade e o sistema de controlo interno) das entidades sob a nossa supervisão prudencial (designadamente, empresas de investimento e entidades gestoras de fundos de investimento);
  • Análise da informação financeira reportada pelas entidades supervisionadas, nomeadamente planos de negócio para demonstração da viabilidade económico-financeira, contas anuais e respetivos pareceres;
  • Análise de denúncias recebidas relacionadas, por exemplo, com a adequação dos órgãos sociais, a atuação dos responsáveis pelas funções de controlo ou outras matérias organizacionais;
  • Monitorização dos principais riscos (designadamente, de liquidez, crédito e de mercado) a que se encontram expostos os fundos de investimento sujeitos a supervisão pelo Departamento (destacando-se os fundos mobiliários, os imobiliários e os de capital de risco);
  • Acompanhamento da adaptação, pelas entidades supervisionadas, a matérias relacionadas com finanças sustentáveis e cibersegurança;
  • Preparação de reuniões de grupos de representação internacional alocados ao Departamento (na ESMA; EBA e IOSCO).

Requisitos

  • Licenciatura em Economia, Finanças, Gestão ou em outra área científica com relevo para o exercício da função;
  • Experiência profissional entre 1 e 7 anos nas áreas de auditoria, análise financeira, compliance e gestão de risco em entidades relacionadas com o setor financeiro (designadamente em instituições financeiras, entidades seguradoras, empresas de investimento e entidades gestoras de fundos de investimento).

Competências

  • Capacidade de organização e planeamento do trabalho;
  • Capacidade de aprendizagem e de trabalho com autonomia;
  • Capacidade de trabalho em equipa e em contexto de cumprimento de prazos por vezes exigentes;
  • Elevada capacidade de comunicação, análise crítica e argumentação oral e escrita;
  • Proatividade, elevada capacidade analítica e de resolução de problemas;
  • Domínio da língua inglesa (fluência a nível oral e escrito).

Condições preferenciais

  • Formação académica complementar conexa com as áreas acima referidas, designadamente através de mestrado ou pós-graduação;
  • Conhecimento adequado da regulamentação nacional e europeia aplicável às entidades supervisionadas pelo Departamento;
  • Bons conhecimentos das normas internacionais de contabilidade e de auditoria;
  • Bom domínio de métodos quantitativos e/ou de análise de risco.

Mais informações e candidaturas [AQUI]

Empregos e estágios perto de si

Veja também

Banco CTT

Banco CTT está a recrutar para a área de Crédito à Habitação

O Banco CTT nasce da evolução natural do negócio de serviços financeiros já prestados pelos …