Este site utiliza cookies. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Fechar
trabalho híbrido

Como fazer um bom trabalho no trabalho híbrido

A Microsoft divulga as conclusões sobre trabalho híbrido do Work Trend Index Pulse Report – “Hybrid Work Is Just Work. Are We Doing It Wrong?”. O estudo reúne dados de mais de 20 mil pessoas entrevistadas, em 11 países, numa análise de triliões de sinais de produtividade do Microsoft 365 e LinkedIn. A empresa lança, também, novos recursos no Microsoft Viva, a sua plataforma de experiência do trabalhador concebida para ajudar a capacitar e apoiar os colaboradores numa fase de incerteza económica.

Os dados evidenciam que o trabalho híbrido tem criado uma desconexão crescente entre colaboradores e líderes. Os dois grupos estão em desacordo sobre o que constitui produtividade, como manter a autonomia enquanto asseguram a responsabilização, os benefícios da flexibilidade e o papel do escritório. Para colmatar esta lacuna, é necessária uma nova abordagem que reconheça que o trabalho já não é apenas um lugar, mas uma experiência que precisa de transcender o tempo e o espaço – permitindo aos colaboradores permanecer empenhados e conectados, independentemente do local em que estejam.

Para Paula Fernandes, Diretora de Colaboração e Produtividade na Microsoft Portugal, “Os dados reforçam que precisamos urgentemente de uma nova abordagem para o envolvimento dos colaboradores, que agregue a força de trabalho digitalmente conectada e distribuída, realinhe os colaboradores às necessidades de negócio e os reintegre na cultura e missão das organizações. Os líderes devem concentrar-se no impacto dos seus colaboradores, esclarecendo que componentes do trabalho realmente importam e ouvir suas necessidades individuais.”

Para ajudar os líderes a navegar as novas realidades do trabalho, o relatório Work Trend Index Pulse revela três medidas urgentes que os líderes devem adotar:

1. Acabar com a paranoia da produtividade: 87% dos colaboradores afirmam ser produtivos no trabalho, mas 85% dos líderes dizem que a mudança para o trabalho híbrido criou um desafio de confiança. Os líderes precisam de promover a clareza e alinhamento em torno dos objetivos da empresa, eliminar tempo improdutivo – que não apoia esses objetivos – e ouvir os seus colaboradores – 57% das empresas raramente, se é que alguma vez, recolhem o feedback dos colaboradores.

2. Aceitar que as pessoas vão ao escritório umas pelas outras: 73% dos colaboradores dizem que precisam de uma razão melhor para ir aos escritórios do que as expectativas da empresa – mas estariam motivados a ir se pudessem socializar com os colegas de trabalho (84%) ou reconstruir laços de equipa (85%). A comunicação digital é, apesar disso, crucial para manter as pessoas conectadas dentro e fora do escritório – tanto os colaboradores como os líderes classificam a comunicação como a competência mais crítica necessária para serem bem-sucedidos nas suas funções este ano.

3. “Re-recrutar” os colaboradores: 55% dos colaboradores referem que a melhor forma de desenvolver as suas competências é mudando de empresa. Contudo, referem também que ficariam mais tempo na sua organização se fosse mais fácil mudar de funções internamente (68%) ou se pudessem beneficiar mais da aprendizagem e do apoio ao desenvolvimento (76%).

Para enfrentar estes desafios, a Microsoft lança novas funcionalidades na sua plataforma de experiência do trabalhador, Microsoft Viva, para ajudar as empresas a proporcionar uma experiência otimizada nas formas de trabalhar. Algumas das novas funcionalidades incluem:

· Viva Pulse é uma nova aplicação que permitirá aos gestores e líderes obterem feedback regular e confidencial sobre a experiência da sua equipa. O Viva Pulse ajudará a identificar o que está a funcionar para os colaboradores e onde se devem concentrar, disponibilizando também sugestões de aprendizagem e ações para responder às necessidades da equipa.

· Viva Amplify é, também, uma nova aplicação que irá capacitar os líderes e comunicadores para que as suas mensagens cheguem os colaboradores com consistência e impacto. A aplicação centraliza campanhas de comunicação, oferece orientação para melhorar a escrita de mensagens, permite a publicação através de múltiplos canais e grupos no Microsoft 365 e oferece insights para melhorias.

· Answers in Viva é uma nova funcionalidade que utilizará IA para corresponder as questões dos colaboradores com as respostas e especialistas em toda a organização.

· People in Viva é, também, uma nova funcionalidade que irá utilizar a IA para criar cartões de perfil detalhados com os interesses, conhecimentos e objetivos de equipa para ajudar os colaboradores a conectarem-se mais facilmente.

· O Leadership Corner está a chegar ao Viva Engage como um espaço para convidar os colaboradores a interagir diretamente com os líderes, partilhar ideias e perspetivas, participar em iniciativas da organização e muito mais.

· O Viva Goals ajuda as organizações a alinhar o trabalho dos colaboradores com os resultados do negócio. Novas integrações no Viva Goals trarão objetivos ao fluxo de trabalho, incluindo uma integração aperfeiçoada no Microsoft Teams para verificar Objetivos e Resultados-Chave (OKRs), uma extensão em Azure DevOps para completar tarefas, conexão a conjuntos de dados no Power BI para monitorizar KPIs e Resultados Chave e integrações com o Microsoft Planner e Microsoft Project para atualizações automáticas de gestão de projetos.

· O Viva Sales estará disponível a 3 de outubro. A aplicação reúne o CRM de um vendedor com o Microsoft 365 e Teams para proporcionar uma experiência de venda mais racionalizada e com recurso a IA.

As novas funcionalidades do Viva começarão a estar disponíveis no início de 2023.

Para mais informações, visite o Blog Oficial da Microsoft, o Blog Microsoft 365 e o novo relatório Work Trend Index Pulse.

Empregos e estágios perto de si

Veja também

team building barco

Alugar um barco para ações de team building: 5 boas razões

As atividades de team building têm sido cada vez mais comentadas nos últimos anos por …