Património Cultural

Património Cultural está a recrutar para a Divisão do Fundo de Salvaguarda

O Património Cultural I.P. é responsável pela gestão do Património Cultural em Portugal Continental.

As suas atribuições passam pelo estudo, investigação e divulgação do Património Cultural Material e Imaterial português, pela gestão do património edificado arquitetónico e arqueológico, pela realização de obras de conservação e restauro nos monumentos e sítios arqueológicos classificados, em vias de classificação ou de elevado interesse histórico, artístico e científico e pela gestão de uma vasta rede de monumentos e sítios arqueológicos distribuídos pelo território nacional continental, incluindo a documentação e inventário do Património Cultural Imaterial.

Estabelecemos as linhas de orientação e o plano estratégico para a execução das políticas nacionais na área do Património Cultural, exercendo uma função normativa, regulamentadora e fiscalizadora.

Definimos normas e procedimentos e emitimos diretivas vinculativas no âmbito da salvaguarda, conservação, recuperação e valorização dos Bens Culturais Imóveis classificados ou em vias de classificação e respetivas zonas de proteção, e também no domínio da salvaguarda do Património Cultural Imaterial.

Classifica Património Cultural Material e Imaterial de acordo com propostas internas ou apresentadas por outras entidades, nomeadamente pelos municípios.

Os Bens Culturais Imóveis de interesse cultural podem pertencer às categorias de Monumento, Conjunto ou Sítio e ser classificados como de Interesse Nacional, Interesse Público ou Interesse Municipal.

Oferta – OE202406/0847 | Técnico Superior | Procedimento Concursal PRR – Porto / Lisboa

Procedimento concursal comum para a contratação excecional de trabalhadores na modalidade de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo incerto no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência – 1 (um) posto de trabalho da carreira/categoria de técnico superior para exercício de funções na Divisão do Fundo de Salvaguarda do Património Cultural, IP.

Caracterização do Posto de Trabalho

Exercício de funções da carreira técnico superior, com o grau de complexidade 3, tal como o descrito no anexo a que se refere o artigo 88.º da LTFP, funções consultivas, de estudo, planeamento, avaliação e aplicação de métodos e processos de natureza técnica no âmbito de projetos financiados ou cofinanciados por fundos, nomeadamente na realização das seguintes atividades:

  • Acompanhar a execução financeira e física dos projetos dos investimentos do Plano de Recuperação e Resiliência, verificando a sua conformidade e propondo medidas para eventuais ajustamentos que se revelem necessários;
  • Acompanhar o ciclo de vida dos projetos;
  • Analisar e instruir os pedidos de pagamento e pedidos de alteração;
  • Capacidade de análise e cruzamento de informação;
  • Elaborar e analisar os relatórios de acompanhamento dos investimentos;
  • Colaborar na elaboração da prestação de contas anual;
  • Colaborar na entrega dos diferentes reportes dentro dos prazos legais;
  • Monitorizar os resultados obtidos, com vista à produção de indicadores de gestão que permitam antecipar/identificar ações que visem a concretização dos objetivos da unidade orgânica;
  • Registo de informação nos sistemas de Gestão em utilização.

Habilitação Literária

  • Formação superior em Economia, Gestão, Contabilidade e Finanças (CNAEF 314; 344; 345), ou em área afim.

Requisitos Preferenciais

  • Conhecimentos das plataformas utilizadas no âmbito dos fundos comunitários (Balcão dos Fundos, Sistemas de informação e sistemas de gestão operacional ou outros);
  • Conhecimentos Microsoft Word, Excel, PowerPoint e preferencialmente em PowerBI ou outras ferramentas de reporte;
  • Conhecimentos na área de contratação pública.

Competências Valorizadas

  • Planeamento e organização: Capacidade para programar, organizar e controlar a sua atividade e projetos variados, definindo objetivos, estabelecendo prazos e determinando prioridades;
  • Conhecimentos Especializados e Experiência: Conjunto de saberes, informação técnica e experiência profissional, essenciais ao adequado desempenho das funções;
  • Iniciativa e Autonomia: Capacidade de atuar de modo independente e proativo no seu dia a dia profissional, de tomar iniciativas face a problemas e empenhar-se em solucioná-los;
  • Trabalho em Equipa e Cooperação: Capacidade para se integrar em equipas de trabalho de constituição variada e gerar sinergias através de participação ativa;
  • Comunicação: Capacidade para se expressar com clareza e precisão, adaptar a linguagem aos diversos tipos de interlocutores, ser assertivo na exposição e defesa das suas ideias e demonstrar respeito e consideração pelas ideias dos outros.

Mais informações e candidaturas [AQUI]

Empregos e estágios perto de si

O E2 Emprego e Estágios não tem qualquer afilição com as empresas/entidades a que se referem as ofertas. As imagens/logótipos presentes nas ofertas são propriedade das mesmas.

Veja também

DGAE Direção-Geral das Atividades Económicas

Direção-Geral das Atividades Económicas está a recrutar para a Direção de Serviços do Comércio Internacional

A Direção-Geral das Atividades Económicas (DGAE) tem por missão a promoção e o desenvolvimento de …