Fundação Calouste Gulbenkian

Gulbenkian está a recrutar Conservador de Investigação

A Fundação Calouste Gulbenkian foi criada em 1956 por testamento de Calouste Sarkis Gulbenkian, filantropo de origem Arménia que viveu em Lisboa entre 1942 e 1955, ano em que faleceu.

De nacionalidade Portuguesa e instituída em perpetuidade, a Fundação tem como propósito fundamental melhorar a qualidade de vida das pessoas através da arte, da beneficência, da ciência e da educação. A Fundação desenvolve as suas atividades a partir da sua sede em Lisboa e das delegações em Paris e em Londres, tendo também intervenção através de apoios concedidos desde Portugal nos PALOP e Timor-Leste bem como nos países com Comunidades Arménias.

A Fundação conta com um museu, que alberga a coleção particular de Calouste Gulbenkian, e um Centro de Arte Moderna (CAM) que reúne a mais importante coleção de arte moderna e contemporânea portuguesa; uma orquestra e um coro; uma biblioteca de arte e arquivo; um instituto de investigação científica; e um jardim, que é um espaço central da cidade de Lisboa, onde decorrem também as atividades educativas.

Em articulação com as atividades culturais, a Fundação Calouste Gulbenkian cumpre a sua missão através de programas inovadores que desenvolvem projetos piloto e apoiam, através de bolsas e subsídios, instituições e organizações sociais.

Para o período 2018-2022, os três domínios prioritários — coesão e integração social, sustentabilidade e conhecimento – deverão ser refletidos em toda a estratégia de intervenção.

Comprometida com a sua plena independência e preservação do seu património, a Fundação define como principal prioridade para a sua atividade a construção de uma sociedade que ofereça iguais oportunidades e que seja sustentável.

Oferta – Conservador/a de Investigação – Lisboa

Principais Responsabilidades

  • Conduzir pesquisas aprofundadas em História da Arte, com foco especial em colecionismo;
  • Participar em projetos de digitalização e curadoria digital, aplicando conhecimentos de História da Arte Digital;
  • Colaborar com museus e outras instituições culturais;
  • Desenvolver estratégias para a gestão eficaz de coleções de arte e património.

Competências

  • Doutorado/a em História da Arte;
  • Experiência comprovada em investigação, preferencialmente com foco em colecionismo;
  • Experiência em curadoria digital e gestão de coleções;
  • Comunicação fluente em português e inglês; conhecimento de francês é um diferencial;
  • Capacidade de trabalhar em equipa com rigor e autonomia.

Mais informações e candidaturas [AQUI]

Empregos e estágios perto de si

O E2 Emprego e Estágios não tem qualquer afilição com as empresas/entidades a que se referem as ofertas. As imagens/logótipos presentes nas ofertas são propriedade das mesmas.

Veja também

SPMS Serviços Partilhados do Ministério da Saúde

SPMS está a recrutar na área da Contratação Pública

A SPMS, Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, E.P.E., foi criada em 2010, pelo Decreto-Lei …