SCML Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

SCML está a recrutar Especialista de Organização e Gestão

A SCML, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, é uma instituição de direito privado e de utilidade pública administrativa que tem pautado a sua atuação, junto da comunidade, pela defesa de valores sociais inestimáveis, numa ótica de proximidade, respeito e defesa de boas causas.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa procura a realização da melhoria do bem-estar da pessoa no seu todo, prioritariamente dos mais desprotegidos.

É mais conhecida pela sua intervenção na área da Ação Social e por assegurar a exploração dos jogos sociais do Estado (Jogos Santa Casa), mas desenvolve também um importante trabalho nas áreas da Saúde, Educação e Formação, Cultura, Investigação e Inovação. Também na área da Economia Social do Empreendedorismo, a instituição promove e associa-se a diversas iniciativas neste setor.

A pedido do Estado ou de outras entidades públicas, pode desenvolver outras atividades de serviço ou interesse público.

A ética e a conduta são aspetos basilares da atuação da SCML, essenciais para uma instituição que tem uma enorme responsabilidade para com as suas partes interessadas e uma grande amplitude de intervenção multissetorial na sociedade.

A integridade, a boa reputação e a idoneidade são pressupostos imprescindíveis para uma concretização plena da Missão da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Oferta – Especialista de Organização e Gestão | Centro de Formação Profissional da Aldeia de Santa Isabel – Sintra, Lisboa

Principais responsabilidades

  • Planear, implementar, monitorizar e coordenar atividades, processos e projetos de apoio à gestão no âmbito do serviço onde está inserido;
  • Estabelecer uma relação pedagógica com os formandos, no âmbito da realização de uma ação de formação, favorecendo a aquisição de conhecimentos e competências de inglês em função dos referenciais de formação em vigor, bem como o desenvolvimento de atitudes e comportamentos adequados à aprendizagem;
  • Planificar unidades de formação, tendo como ponto de partida as orientações e procedimentos do plano/referenciais de formação;
  • Formular, adequadamente, os objetivos pedagógicos que irão orientar a atividade formativa;
  • Conceber e aplicar uma metodologia adequada aos objetivos, ao público-alvo (jovens) e ao contexto formativo;
  • Desenvolver um dispositivo de avaliação de aprendizagens, útil à sua prática pedagógica e como parte integrante de um sistema interativo de avaliação da formação;
  • Utilizar e conceber de forma adequada recursos didáticos e de multimédia, em suportes diversificados em função da estratégia pedagógica adotada;
  • Adequar a estratégia pedagógica à especificidade dos jovens, nomeadamente ao nível da flexibilidade curricular;
  • Desenvolver uma relação pedagógica eficaz e produtiva em função do grupo de formação;
  • Organizar e planear o trabalho entre os docentes do Departamento/Núcleo de Línguas ou da disciplina da Língua Inglesa e com a coordenação pedagógica e oficinal do Centro;
  • Manter a confidencialidade e a segurança de toda a informação tratada no decurso da sua atividade profissional em conformidade com os requisitos e normas de certificação.

Perfil

  • Ser detentor de qualificação de nível superior e adequada à exigência das suas intervenções específicas, nomeadamente habilitação profissional para a docência ou habilitação própria para docência na área de Inglês (Código 330) ou deter 60 créditos em Inglês (fator eliminatório);
  • Possuir Certificado de Competências Pedagógicas (CCP), caso não estejam isentos (fator preferencial);
  • Experiência mínima de 1 ano na docência de Inglês, preferencialmente a jovens entre os 15 e os 18 anos de idade, com dificuldades na adaptação ao meio escolar e com comportamentos desviantes em cursos de Educação e Formação e PIEF (Programa Integrado de Educação e Formação) (fator preferencial);
  • Demonstrar interesse e motivação para o ensino de jovens com percursos de insucesso e abandono escolar (fator eliminatório);
  • Possuir competências no domínio das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) (fator preferencial);
  • Evidenciar capacidade de iniciativa e autonomia;
  • Revelar capacidade de relacionamento interpessoal e capacidade de trabalhar em equipa;
  • Demonstrar ser orientado para resultados;
  • Recorrer a recursos para programar, organizar e controlar a sua atividade e projetos, definindo objetivos, prazos e prioridades.

Mais informações e candidaturas [AQUI]

Empregos e estágios perto de si

O E2 Emprego e Estágios não tem qualquer afilição com as empresas/entidades a que se referem as ofertas. As imagens/logótipos presentes nas ofertas são propriedade das mesmas.

Veja também

CMVM

CMVM está a recrutar Técnico Sénior de Supervisão de Auditoria

A CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários foi criada em Abril de 1991 …