Agência para o Desenvolvimento e Coesão

Agência para o Desenvolvimento e Coesão está a recrutar Técnico Superior

A Agência para o Desenvolvimento e Coesão, I.P. (AD&C) é um instituto público de regime especial, com jurisdição em todo o território nacional, que tem por missão coordenar a Política de Desenvolvimento Regional e assegurar a coordenação geral dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI).

Situando-se na esfera da administração indireta do Estado, integra o Ministério do Planeamento e atua sob a sua superintendência e tutela.

A criação da Agência para o Desenvolvimento e Coesão resulta da fusão de três entidades públicas: o Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional, I.P. (IFDR), o Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu, I.P. (IGFSE) e a Estrutura de Missão Observatório do QREN.

À AD&C compete, entre outras, a coordenação técnica do Portugal 2020 e prestar apoio no funcionamento da Comissão Interministerial de Coordenação do Acordo de Parceria, designada CIC Portugal 2020, órgão que assegura a coordenação politica para o conjunto dos FEEI e que integra varias comissões especializadas cuja coordenação é assegurada pelo Ministro do Planeamento.

A AD&C foi criada com o objetivo de favorecer a coordenação da Política Estrutural e de Desenvolvimento Regional cofinanciada pelos fundos da União Europeia e reforçar a racionalidade económica e a sustentabilidade financeira dos investimentos cofinanciados.

Relativamente aos fundos da Política de Coesão (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, Fundo Social Europeu e Fundo de Coesão), a concentração, numa única instituição, das funções relativas à coordenação global, certificação, pagamento, avaliação, comunicação, monitorização e auditoria de operações, neste caso em articulação com a Autoridade de Auditoria, constitui um contributo inequívoco para a racionalização, especialização e eficiência dos serviços.

Oferta – OE202406/0154 | Técnico Superior | Mobilidade Interna – Lisboa

Caracterização do Posto de Trabalho

  • Desenvolver e/ou acompanhar criticamente a produção e a divulgação de estudos e análises relevantes para o acompanhamento das políticas cofinanciadas;
  • Elaborar contributos para os instrumentos de reporte da competência da AD&C, no âmbito do acompanhamento estratégico do Portugal 2030 e das políticas cofinanciadas;
  • Contribuir para o desenvolvimento e implementação de um referencial de acompanhamento sistemático das políticas cofinanciadas e dos respetivos resultados, incluindo a articulação com outros instrumentos e políticas europeias e nacionais;
  • Participar nos processos de programação e reprogramação da aplicação dos fundos europeus;
  • Contribuir para a formulação e apreciação de políticas de desenvolvimento e coesão, no domínio de aplicação geral dos fundos europeus e das políticas públicas cofinanciadas, a partir da análise de constrangimentos e oportunidades identificadas, à luz da temática em análise bem como da circunstância territorial relevante;
  • Participar em grupos de trabalho nacionais e internacionais e em reuniões técnicas especializadas.

Habilitação Literária

  • Licenciatura, preferencialmente em Economia, Sociologia e Geografia ou áreas afins.

Competências

  • Orientação para resultados;
  • Planeamento e organização;
  • Análise de informação e sentido crítico;
  • Conhecimentos especializados;
  • Adaptação e melhoria contínua;
  • Iniciativa e autonomia;
  • Inovação e qualidade;
  • Responsabilidade e compromisso com o serviço;
  • Trabalho de equipa e cooperação;
  • Tolerância a pressão e contrariedades.

Perfil

  • Competências avançadas de análise, discussão crítica e síntese de documentos técnicos ou científicos;
  • Competências avançadas de redação e elaboração de documentos técnicos, de natureza estratégica, operacional, e/ou de apoio à decisão;
  • Competências avançadas de identificação, recolha, tratamento, análise e apresentação de informação;
  • Competências na formulação, implementação, acompanhamento e avaliação de projetos técnicos;
  • Capacidade de reflexão estratégica, curiosidade e sentido crítico;
  • Proatividade e espírito de iniciativa para propor novas abordagens e metodologias;
  • Capacidade de comunicação interpessoal e de articulação com outras unidades orgânicas e outras entidades;
  • Atitude assertiva, inclusiva e tolerante, propensa ao diálogo e à boa colaboração profissional;
  • Proficiência linguística em língua inglesa.

Mais informações e candidaturas [AQUI]

Empregos e estágios perto de si

O E2 Emprego e Estágios não tem qualquer afilição com as empresas/entidades a que se referem as ofertas. As imagens/logótipos presentes nas ofertas são propriedade das mesmas.

Veja também

INPI Instituto Nacional da Propriedade Industrial

INPI está a recrutar para o Departamento de Patentes e Modelos de Utilidade

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI é um organismo do Ministério da Justiça …