Este site utiliza cookies. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Fechar
ANACOM

ANACOM está a recrutar Engenheiros de Redes

A ANACOM, Autoridade Nacional de Comunicações, é a autoridade reguladora nacional (ARN) no âmbito das comunicações, para efeitos do disposto no direito da União Europeia e na legislação nacional, e sucede nas atribuições e competências da Comissão de Planeamento de Emergência das Comunicações.

É uma pessoa coletiva de direito público, com a natureza de entidade administrativa independente, dotada de autonomia administrativa, financeira e de gestão, bem como património próprio.

A Autoridade Nacional de Comunicações é orgânica, funcional e tecnicamente independente no exercício das suas funções e não se encontra sujeita a superintendência ou tutela governamental no âmbito desse exercício, conforme estabelecido nos seus estatutos – Decreto-Lei n.º 39/2015, de 16 de março -, em vigor desde 1 de abril de 2015.

A ANACOM tem por missão a regulação do sector das comunicações, incluindo as comunicações eletrónicas e postais e, sem prejuízo da sua natureza enquanto entidade administrativa independente, a coadjuvação ao Governo nestes domínios.

Os valores institucionais definidos pela ANACOM para suporte ao cumprimento da sua missão são os seguintes: Independência; Transparência; Excelência e Cultura de equipa. A combinação dos valores com a estratégia da organização dá enquadramento às normas comportamentais seguidas pelos colaboradores da ANACOM no desempenho das diferentes tarefas e na prossecução dos objetivos finais.

Oferta – Engenheiro(s) de Redes (m/f) – Lisboa

Áreas de atuação

  • Responsável pela gestão de ferramentas de aferição de qualidade de serviço (QoS) de acesso à Internet, pela conceção de especificações para otimização/atualização das mesmas (incluindo ao nível da componente aplicacional e da infraestrutura IP de suporte) e pela monitorização da sua implementação e verificação;
  • Colaboração na análise/tratamento de informação extraída das referidas ferramentas;
  • Colaboração na análise de práticas no domínio da QoS, nomeadamente na vertente técnica, no âmbito das disposições relativas à Internet aberta constantes do Regulamento (UE) 2015/2120 do Parlamento Europeu e do Conselho.

Perfil

  • Mestrado integrado (ou licenciatura pré-Bolonha) em engenharia de Telecomunicações, Eletrotécnica ou similar;
  • Elevado nível de conhecimento de redes IP, em termos teóricos e na sua implementação prática, incluindo políticas/técnicas de gestão de tráfego;
  • Experiência profissional em funções técnicas na área das redes IP, envolvendo o desenho/planeamento, a implementação e/ou a gestão de redes.
  • Capacidade de relacionamento interpessoal e orientação para o trabalho em equipa, sobretudo no contexto de grupos multidisciplinares;
  • Proatividade em termos de atualização permanente de conhecimentos e espírito de iniciativa.
  • Capacidade de análise, síntese, redação e apresentação de documentação especializada.
  • Bons conhecimentos em ferramentas Microsoft Office.
  • Fluência na língua inglesa (escrita e oral).

Mais informações e candidaturas [AQUI]

Empregos e estágios perto de si

Veja também

Philip Morris

Philip Morris está a recrutar Human Resources Business Partner

A Philip Morris International é a empresa líder mundial de tabaco, com seis das 15 …