Banco de Portugal
Imagem/Foto

Banco de Portugal está a recrutar Técnico para a Unidade de Políticas de Pagamentos

O Banco de Portugal é o banco central da República Portuguesa e o regulador e supervisor dos bancos. O Banco tem duas missões essenciais: a manutenção da estabilidade dos preços e a promoção da estabilidade do sistema financeiro.

De acordo com a sua Lei Orgânica, é uma pessoa coletiva de direito público, dotada de autonomia administrativa e financeira e de património próprio. São órgãos do Banco o Governador, o Conselho de Administração, o Conselho de Auditoria e o Conselho Consultivo. O Banco rege-se por um código de conduta.

Cabe ao Banco de Portugal gerir as disponibilidades externas do País – em euros, moeda estrangeira e ouro – e outras que lhe estejam cometidas. Gere também parte das reservas cambiais do Banco Central Europeu.

O Banco de Portugal regula e supervisiona as instituições de crédito, as sociedades financeiras e as instituições de pagamento para garantir a segurança dos fundos que lhes foram confiados. Aplica medidas preventivas e sancionatórias.

Com sede em Lisboa, o Banco de Portugal possui uma Filial no Porto, diversas agências no Continente e duas delegações regionais (Madeira e Açores).

O Banco de Portugal integra, desde o seu início, em 1998, o Sistema Europeu de Bancos Centrais (SEBC) – constituído pelo Banco Central Europeu (BCE) e pelos bancos centrais nacionais da União Europeia (UE).

Oferta – Técnico(a) para a Unidade de Políticas de Pagamentos – Lisboa

O Banco de Portugal admite técnico(a) superior para o exercício de funções na Unidade de Políticas de Pagamentos do Departamento de Sistemas de Pagamentos.

Principais responsabilidades

  • Colaborar na governação do Sistema de Compensação Interbancária (SICOI), em particular nas matérias de operação corrente e gestão evolutiva dos serviços disponibilizados;
  • Colaborar na coordenação e dinamização das iniciativas de cooperação interbancária e de relacionamento com o mercado, como sejam a Comissão Interbancária para os Sistemas de Pagamentos (CISP) e o Fórum para os Sistemas de Pagamentos (FSP), e respetivos grupos de trabalho;
  • Assegurar a prossecução das iniciativas previstas na Estratégia Nacional para os Pagamentos de Retalho;
  • Apoiar a representação do departamento junto do Banco Central Europeu (BCE), da Autoridade Bancária Europeia (EBA) e dos restantes bancos centrais nacionais em matérias relacionadas com a evolução e a inovação nos pagamentos de retalho, principalmente na definição das políticas de pagamentos;
  • Colaborar na realização de análises e estudos sobre os sistemas e instrumentos de pagamentos, visando a prossecução de políticas e a definição de orientações em matéria de segurança, inovação e eficiência;
  • Participar na avaliação , no desenho e potencial implementação de uma moeda digital de banco central por parte do Eurosistema (o euro digital);
  • Acompanhar as iniciativas de transformação digital e respetivo impacto na utilização dos sistemas e instrumentos de pagamento;
  • Propor ações para informar os agentes de mercado e o público em geral sobre matérias relativas ao funcionamento dos sistemas e instrumentos de pagamento;
  • Participar em ações de formação e de cooperação.

Requisitos

  • Licenciatura pré-Bolonha, ou licenciatura pós-Bolonha com parte curricular do mestrado concluída, nas áreas de Economia, Gestão, Finanças, Engenharia, Informática, Matemática Aplicada ou em áreas conexas;
  • Experiência profissional mínima relevante de dois anos;
  • Conhecimento sobre a evolução e a inovação nos pagamentos de retalho, particularmente sobre matérias relevantes para a definição das políticas de pagamentos nacional e europeia (condição preferencial);
  • Conhecimento sobre o funcionamento técnico dos sistemas e instrumentos de pagamento (condição preferencial);
  • Facilidade no relacionamento interpessoal, apetência para trabalhar em equipa e capacidade para comunicar de forma clara e objetiva;
  • Elevada capacidade de cooperação com entidades externas, nomeadamente com instituições internacionais e com operadores do mercado;
  • Capacidade para desenvolver análises sobre temas de elevada complexidade, tendo em consideração as vertentes económica/financeira e tecnológica;
  • Espírito de iniciativa, elevada autonomia, atitude positiva perante a mudança e pensamento inovador;
  • Orientação para a qualidade, e rigor, incluindo no cumprimento de prazos;
  • Conhecimentos na ótica do utilizador em MS Office;
  • Domínio da língua inglesa (oral e escrito).

Mais informações e candidaturas [AQUI]

Empregos e estágios perto de si

O E2 Emprego e Estágios não tem qualquer afilição com as empresas/entidades a que se referem as ofertas. As imagens/logótipos presentes nas ofertas são propriedade das mesmas.

Veja também

CMVM

CMVM está a recrutar Técnico Sénior de Supervisão de Auditoria

A CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários foi criada em Abril de 1991 …