Este site utiliza cookies. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Fechar
Banco de Portugal

Banco de Portugal está a reforçar o Departamento de Supervisão Prudencial

O Banco de Portugal é o banco central da República Portuguesa e o regulador e supervisor dos bancos. O Banco tem duas missões essenciais: a manutenção da estabilidade dos preços e a promoção da estabilidade do sistema financeiro.

De acordo com a sua Lei Orgânica, é uma pessoa coletiva de direito público, dotada de autonomia administrativa e financeira e de património próprio. São órgãos do Banco o Governador, o Conselho de Administração, o Conselho de Auditoria e o Conselho Consultivo. O Banco rege-se por um código de conduta.

Cabe ao Banco de Portugal gerir as disponibilidades externas do País – em euros, moeda estrangeira e ouro – e outras que lhe estejam cometidas. Gere também parte das reservas cambiais do Banco Central Europeu.

O Banco de Portugal regula e supervisiona as instituições de crédito, as sociedades financeiras e as instituições de pagamento para garantir a segurança dos fundos que lhes foram confiados. Aplica medidas preventivas e sancionatórias.

O Banco de Portugal integra, desde o seu início, em 1998, o Sistema Europeu de Bancos Centrais (SEBC) – constituído pelo Banco Central Europeu (BCE) e pelos bancos centrais nacionais da União Europeia (UE).

Oferta – Técnico(a) de Supervisão – Banco de Portugal – Lisboa

Responsabilidades

Os(as) candidatos(as) selecionados(as) serão integrados(as) numa equipa de supervisão responsável pelo acompanhamento de uma ou mais entidades do setor financeiro, realizando, individualmente ou em equipa, análises do perfil de risco das instituições supervisionadas, em função da respetiva situação económico-financeira, prudencial, modelo de negócio e estrutura de governo interno, com o objetivo de proteger a estabilidade financeira e de garantir a segurança dos fundos que foram confiados a estas instituições.

As funções serão exercidas num departamento maioritariamente jovem, composto por equipas com grande diversidade de experiências, atitude positiva e espírito colaborativo, e que privilegiam ambientes de contínua aprendizagem.

Perfil

  • Licenciatura pré-Bolonha, ou pós-Bolonha com a parte escolar de mestrado concluída, em Economia, Finanças ou Gestão, Matemática, Informática, Estatística ou em áreas do conhecimento conexas, preferencialmente com classificação final igual ou superior a 14 valores;
  • Pós-graduação, mestrado ou doutoramento nas áreas de Finanças ou Gestão, Matemática, Informática, Estatística ou em áreas conexas (condição preferencial);
  • Experiência profissional mínima de dois anos no sector financeiro, designadamente em funções de gestão, de análise financeira, de análise e controlo de riscos, de planeamento e controlo de gestão, de auditoria interna ou externa, ou em serviços de consultoria relacionados;
  • Conhecimentos aprofundados de operações bancárias, gestão bancária, regulação financeira, normas contabilísticas aplicáveis às instituições de crédito, sendo igualmente valorizados conhecimentos em modelos de avaliação de riscos, gestão de liquidez e de capital e processos de continuidade de negócio;
  • Capacidade de iniciativa, de planeamento e de organização do trabalho;
  • Capacidade de análise crítica, rigor, exigência e interesse por atualização técnica continuada;
  • Facilidade de comunicação e de relacionamento interpessoal e capacidade para trabalhar em equipa;
  • Elevado sentido de responsabilidade;
  • Domínio da língua inglesa (oral e escrito);
  • Conhecimentos de informática na ótica do utilizador, com especial relevo em Excel Avançado, SAS, SQL e outros sistemas de exploração de informação.

Mais informações e candidaturas [AQUI]

Empregos e estágios perto de si

Veja também

ANACOM

ANACOM está a recrutar Auditores Internos

A ANACOM, Autoridade Nacional de Comunicações, é a autoridade reguladora nacional (ARN) no âmbito das …