Richard Branson, fundador do grupo Virgin, oferece férias ilimitadas ao seus funcionários

O anúncio foi feito no próprio site da Virgin: a empresa do milionário britânico Richard Branson vai dar aos seus funcionários do Reino Unido e dos EUA as férias que quiserem quando quiserem.

“O trabalho flexível está a revolucionar como e onde fazemos o nosso trabalho. Assim, se trabalhar das 09h às 17h já não funciona, porque devemos continuar a seguir uma política de férias tao rígida?”, questiona Branson.

O empresário afirma ainda que os funcionários não têm que avisar com antecedência nem avançar com uma data de regresso, sendo que se assume, como prioridade, que essa interrupção não vai prejudicar o funcionamento do grupo.

O patrão da Virgin explica que foi inspirado pela Netfix, o serviço de ‘streaming’ de vídeo com sede nos Estados Unidos, que tem uma política semelhante, de não controlar as férias dos funcionários. E os resultados parecem ser positivos. De acordo com os responsáveis da empresa, o bem-estar, a criatividade e a produtividade do pessoal aumentaram desde a introdução desta “não-política”.

Segundo o Financial Times, as novas regras aplicam-se a 170 funcionários que trabalham nos escritórios centrais da Virgin no Reino Unido e Estados Unidos. Quanto ao grupo, no seu conjunto – que emprega cerca de 50 mil pessoas em todo o mundo nas áreas dos transportes, aviação, tecnologia e sector bancário – não vai, por enquanto, adoptar a mesma política.

Empregos e estágios perto de si [Ver ofertas]

Veja também

NTT DATA

Investimento em insurtechs ultrapassa os 10 mil milhões, um aumento de 38% em relação a 2020

A NTT DATA apresentou a sexta edição do Insurtech Global Outlook 2022 Report, o estudo …