Viz.ai

Viz.ai angaria 100 milhões de dólares e torna-se num unicórnio

A Viz.ai, empresa líder na área da Inteligência Artificial ao serviço da saúde, acaba de angariar uma ronda de financiamento de 100 milhões de dólares, atingindo uma avaliação de 1,2 mil milhões de dólares, o que eleva a tecnológica ao estatuto de unicórnio. A ronda Série D foi liderada pela Tiger Global e pela Insight Partners, mas incluiu também entidades como Scale Ventures, Kleiner Perkins, Threshold, Google Ventures, Sozo Ventures, CRV e Susa.

O investimento irá ser utilizado para reforçar o crescimento da empresa, nomeadamente com a expansão global da plataforma e a deteção e triagem de doenças adicionais, assim como servirá para aumentar a sua base de clientes a nível global.

Empresa tem como objetivo duplicar a equipa em Portugal até ao final do ano e está a contratar para a área de engenharia

“A Viz.ai está empenhada em ajudar os doentes a conseguir um melhor acesso, mais célere e mais equitativo a tratamentos que salvam vidas”, sublinha Chris Mansi, cofundador e CEO da Viz.ai. “Vamos continuar a investir significativamente em tecnologia e serviços de ponta para nos integrarmos em todo o processo hospitalar, permitindo-nos automatizar a deteção de doenças, aumentar a taxa de diagnóstico e melhorar o fluxo de trabalho em todo o sistema de saúde. Desta forma, mais pacientes receberão o tratamento certo, traduzindo-se em melhores resultados e numa maior eficiência financeira para o próprio sistema de saúde”, conclui.

Em Portugal, este investimento angariado pela empresa irá permitir apostar no contínuo crescimento da equipa, que conta neste momento com mais de 30 colaboradores . Até ao final do ano de 2022, a tecnológica pretende duplicar os seus colaboradores, chegando a um total global de 500 pessoas na área de engenharia.

Neste momento, em Portugal, encontra-se a recrutar para as funções de Android, iOS e Engineering Manager. No que diz respeito a parcerias, a solução da Viz.ai já está a ser utilizada por dois hospitais na Europa, tendo na calha clientes em Portugal, Espanha, Reino Unido, Irlanda, Itália e Sérvia.

“No ano passado, tivemos um crescimento significativo em Portugal, crescimento no qual queremos continuar a apostar em 2022. Sendo um país-chave para nós, é nossa intenção estabelecer parcerias com mais uma série de entidades de saúde por todo o território e reforçar a contratação. O talento tecnológico português continua a surpreender-nos e acreditamos que terá um papel fundamental na nossa missão de salvar vidas e melhorar o tratamento dos pacientes a um nível global”, realça David Golan, CTO da Viz.ai.

Recorde-se que a Viz.ai é uma empresa que utiliza a Inteligência Artificial para acelerar a prestação de cuidados de saúde e, dessa forma, reduzir atrasos que comprometem o tratamento e a vida dos pacientes. Localizada nos EUA, Israel, Portugal e Holanda, foi pioneira na utilização de algoritmos de Inteligência Artificial e Machine Learning para aumentar a rapidez do diagnóstico e do tratamento de uma variedade de doenças agudas, com um sistema de ação sincronizada para hospitais que faz a ligação entre radiologistas, médicos de emergência, profissionais de cuidados primários e especialistas. De um modo geral, os seus produtos alertam profissionais de saúde para a suspeita de doença em poucos minutos e permitem aceder, por via de uma aplicação móvel, às melhores opções de tratamento para cada doente.

A criação da empresa foi motivada pelo caso de um paciente que, apesar de submetido com sucesso a uma cirurgia ao cérebro, faleceu pela realização já demasiado tardia da operação. Frustrado com a situação, o neurocirurgião Chris Mansi uniu forças com David Golan num programa de pós-doutoramento na Stanford Business School e, juntos, viriam a fundar a Viz.ai.

Vagas de emprego [AQUI]

Empregos e estágios perto de si [Ver ofertas]

Veja também

Nestlé

Nestlé no topo do ranking das melhores marcas empregadoras do setor FMCG em Portugal

Pelo segundo ano consecutivo, a Nestlé lidera o setor FMCG, mantendo a 2ª posição no …